Navigation Menu+

Dragão Tartaruga

Posted on May 7, 2010 in Bazar do Bizarro

Esta semana vamos criar dois encontros inusitados: um encontro na praia, contra homens-lagartos, um skill challenge para por um barco em ordem (e não naufragar), e por fim um dragão tartaruga que vai fazer de tudo para afundar o barco dos PCs!

Links citados:
– Mapa de barco do Tio Nitro: http://newtonrocha.wordpress.com/2010/04/27/download-de-mapa-de-barco-para-miniaturas-de-dungeons-and-dragons/

Depois de ouvir, comente este episódio no TPK Brasil.

[relatedPosts]

5 Comments

  1. Encontros EXCELENTES! Como cantavam Leandro e Leonardo (Argh! Odeio sertanejo): "Vou roubaaaaar… Desculpe, mas eu vou roubar…" 🙂

    Sério, vou usar os dois encontros em alguma aventura futura minha.

    Se me permitem dar algumas sugestões:

    1) Como carioca (morando em Minas, mas carioca da gema) gostei muito da resolução da praia. Só faria uma modificação: trataria a água rasa como terreno difícil e, a cada X rounds (4, talvez?), o mar produz uma onda mais forte que empurra os personagens 1d4 quadrados para trás. Aliás, os anões se beneficiariam muito desse encontro. Assim, os personagens não são empurrados todo round, mas de tempos em tempos tem aquela "embaralhada" no combate, onde o guerreiro que tava segurando os inimigos vai parar lá atrás. 🙂

    2) Durante o skill challenge no barco, vou adicionar um elemento que eu mandei lá pra promoção do rolando20: a cada teste mal sucedido na direção do navio, as cargas em cima do barco se soltam e um dos personagens do tombadilho é atacado como se fosse por uma armadilha. Caixas correndo pelo deck, mastros menores que se soltam, um escorregão numa escada molhada etc… Adicionalmente, eu daria aos personagens a chance de fazer testes de Nature para auxiliar o "piloto" do navio. Isso beneficiaria os personagens "primais" e "naturebas" e os testes bem sucedidos poderiam anular essa "armadilha do navio". O personagem ajuda a guiar o barco com base nos conhecimentos da natureza, de tempestade, movimento das ondas e direção do vento.

    Enfim, é isso aí! Eu ADOREI o episódio. Nerdcore, mandou muito bem!

    Ah! Na ilha, uma das quests legais, seria os personagens terem que encontrar um barco ancestral semi-enterrado na mata (estilo Black Rock do Lost). Como o barco está preso na terra há anos, os personagens podem precisar romper uma barragem dos nativos ou desviar o rumo de um rio ou cachoeira para inundar a região do barco, soltar a embarcação sem danificá-la e assim navegar até o mar e de volta para casa.

    Cara… Fiquei com mil idéias… 😉

    Abração,
    Márcio Fiorito

    • Não fique acanhado, Márcio! Eu TAMBÉM vou roubar, e o Felipe e o Marcelo já imaginam o que vou fazer com esses ótimos encontros…

      Falando nisso, vou aproveitar e roubar umas ideias susa também, mhuauauauauauaaaaa…

      Prevejo uma aventura-pronta no horizonte!

      Sério, me lembrou aquela aventura da Dragão Brasil, quando essa revista prestava… em que os personagens tinham que ir de barco até uma ilha cheia de dinossauros… nooosa, cara, muito escola véia esse lance do Dragão Tartaruga!

      Parabéns!

  2. Gostei bastante do encontro da Tartaruga Dragão aí…vou adaptá-lo para alguma aventura minha.

  3. Muito bons os encontros!
    Tartaruga Dragão, isso me trás lembranças… Uma dessas já quase matou meus jogadores…
    Vou deixar as idéias guardadas para uma aventura no mar aqui.
    Sobre o podcast ser grande, tem problema não! Pode deixar ele grande Marcelo, agente não se importa de ouvir (O Rio de Janeiro tem engarrafamento suficiente pra isso).

  4. Muito bons os encontros!
    Tartaruga Dragão, isso me trás lembranças… Uma dessas já quase matou meus jogadores…
    Vou deixar as idéias guardadas para uma aventura no mar aqui.
    Sobre o podcast ser grande, tem problema não! Pode deixar ele grande Marcelo, agente não se importa de ouvir (O Rio de Janeiro tem engarrafamento suficiente pra isso).

Qual sua opinião? Comente!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d bloggers like this: