Navigation Menu+

O que não fazer

Posted on Apr 16, 2010 in Bazar do Bizarro

Marcelo Dior e Márcio “Darin” discutem saídas para combates que se tornaram difíceis demais, ou encontros que demoram demais. Episódio com uma semana de atraso, mas a vida é assim.

Faixa de encerramento: «Bamm Diddley» de Woodfish, cortesia de Music Alley.

Depois de ouvir, comente este episódio no TPK Brasil.

[relatedPosts]

14 Comments

  1. Eu não acho que o mestre tenha que aliviar a barra pros jogadores, se o encontro está dentro do orçamento de XP, se está equilibrado e dentro da capacidade do grupo, então os jogadores que se virem pra superar o desafio.

    Até hoje só mestrei em encontro e quase sempre pra novatos, nesses casos eu aliviei e acho que todo mestre deveria aliviar, mas numa campanha e com jogadores experientes a coisa é diferente.

    Se o mestre não está sendo injusto ao bolar os encontros e o grupo só fazer levar couro, então provavelmente o problema é falta de estratégia e de trabalho em grupo, algo que frequentemente vejo acontecer com jogadores de 3.5 que começam a jogar 4E.

  2. Oi, pessoal!

    Marcelo, como sempre, um ótimo podcast. O Bazaar do Bizarro, o VTT e o Rolando20 são meus companheiros de trabalho. Eu boto o fone de ouvido, sento na prancheta e vou embora. 🙂

    Quanto a dar um refresco no grupo, acho que isso é necessário numa campanha longa sim. É bastante frustrante ver um persongem morrer por um dia de azar no dado ou um cálculo mal feito do DM. Uma estratégia legal é sempre manter uma "cavalaria" à mão: um grupo de NPCs que possa se juntar rapidamente ao grupo e afastar o monstro, curar os caídos, etc. Tendo esse grupo na manga, fica mais tranquilo para o mestre não ficar "aliviando a mão nos dados".

    (E sim, Marcelo, eu sou igual a você. Sou pró-jogadores. Tanto que cheguei ao cúmulo dos meus players se reunirem e me dizerem: "Pô, Márcio. Vc tem que matar a gente. Senão perde a graça" 🙂

    Enfim, no aguardo dos próximos podcasts! 🙂

    Abraços!

  3. Muito bom!!!Desculpa mesmo não ter ajudado neste, mas o horário era complicado!!!

    parabéns

  4. Tô passando aqui só pra afirmar que também gostei muito do episódio, mas não tenho tido muito tempo pra comentar. Só achei uma pena que perderam a oportunidade de falar do lançamento do PHB2 em português. Vai rolar aventura em loja e tudo. Mas não aqui no Rio 🙁

  5. Opa!
    Não é que o Bazar fica bem melhor sem a minha presença!
    Para a (in)felicidade de todos volto logo às gravações!

    • Que nada, Nerdcore! Vc fez falta! Bom saber que vc volta nos próximos. 🙂

  6. Pow, quero participar também do Bazar do Bizarro, existe está possibilidade? Também gostaria de passar uma ideia: Pq não voltar a falar de RPGs alternativos? Assim como vcs falaram de Call of Chutulhu, gostaria de ouvir vcs conversarem sobre Pendragon RPG.

    • Se um dia eu precisar de um co-apresentador, vou convocar no Twitter novamente. Fique de olho, Alan, se o horário bater, por que não?

      Sobre outros RPGs…. o Bazar do Bizarro é sobre D&D, né?

      • O mais estranho da frase do alan foi "VOLTAR a falar de RPG's alternativos"….nunca falamos disto…rsrs….isso é mais pauta para o Vozes, no BzBz é negócio é DnD.

        Mas agora falando sério.
        RPG's alternativos podem até servir de inspiração para algum encontro ou construção de personagens, mas o sistema em si não seria pauta do programa, eu mesmo nunca joguei Cutulu (nem sei escrever isso!)

        Quanto a termos outros apresentadores, eu tentarei sempre avisar o MD quando eu estiver meio enroscado para gravar, e outras oportunidades virão. Tenho impressão que teremos que chamar alguns especialistas quando formos tratar de algum tema…

      • Aí, Marcelo! Boa fonte de renda! Cobra pela participação no VTT e no Bazaar! Vai ter um monte de gente interessada. 🙂

        Abraços!

  7. Bom, de me um desconto, somente jogo rpg, e sou meio q novato em Podcast. Antes de Vozes e Rolando 20 nunca havia ouvido esta "coisa" rsrs. Para mim Bazar do Bizarro fazia parte do Vozes. Mas já q não é me perdoe. Agora realmente eu gostaria muito de ouvir sobre Pendragon. Eu cheguei a ler varios livros desta serie e achei excelente. Se alguns dos associados aqui poderem falar sobre este rpg, teria minha gratidão.

    • Eu ouvi falar de alguém querendo fazer um podcast eventual (i.e. sem recorrência fixa) sobre Pendragon. Quem sabe seu pedido não é atendido?

  8. Eu já previa isso^2 😉

    Aguarde e confira, Alan!

Qual sua opinião? Comente!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d bloggers like this: