Navigation Menu+

Duelo dos Destinos

Posted on May 26, 2010 in Holocast

DM Rafael e Dbohr encaram um mano-a-mano dramático para definir como construir a tensão escalante para duelos cinematográficos no seu RPG! Carregue sua pistola, medite sobre seus poderes e prepare-se para encontrar o seu destino!

00:31 Papo de Cantina
01:38 Canelada!!
14:33 Jabá do Hutt com Vitor “Dreamer”, do Bazar dos Magos!
18:39 NOVA Promoção: A Força é minha aliada
22:25 Duelo dos Destinos!
26:26 O que é um duelo e como construí-lo
46:56 Conseqüências dos duelos
57:49 Fontes de inspiração para duelos
62:47 Encerramento

Links
Podcast The Unkown Regions
A (não-)Física dos sabres de luz:
Hashis de sabre de luz
Vídeo Duality
Vídeo Ameaça Fantasma consertado

Promoções:
Abrindo a Arca
A Força é minha aliada: cadastre-se no site ou siga no twitter e envie e-mail para promo@bazardosmagos.com.br com assunto A Força é minha aliada, dizendo seu nome conforme consta no cadastro do site ou seu endereço do twitter, conforme o caso.

Twitter dos apresentadores:
twitter.com/rafael_bezerra
twitter.com/Dbohr

Ilustrações de capa do mp3 e desta postagem © 2010 Rafael Bezerra.
Todos os efeito sonoros se Star Wars foram feitos a partir do Star Wars Soundboard.

Nossa trilha de abertura é cortesia de Marcos Kleine. Para conhecer o artista, acesse MarcosKleine.com.br

Depois de ouvir, comente este episódio no TPK Brasil.

[relatedPosts]

4 Comments

  1. Realmente, as cenas de combate devem ser dramaticas, eu como mestre ainda estou entrando no eixo, mas to aprendendo na marra que colocar intemperios e muito mais legal, como buracos, coberturas, efeitos de luz baixa e acima de tudo o famoso controle narrativo discutido pelo Marcelo Dior e Tio Nitro no podcast do Canal 2…
    —-
    Excelente qualidade! 🙂

    • Esse ep. do Canal 2 é um marco no universo de podcast de rpg.

  2. Sobre L5R.
    O duelo não é anti-climax, é que o sistema não é cinematográfico.
    Sendo assim, os combates em geral são letais.

  3. Nesse Holocast, Dbohr fala que os sabres de luz teriam suas lâminas compostas por feixes laser sobrepostos, seguindo o princípio da Análise de Joseph Fourier, segundo a qual comprimentos de ondas diferentes, quando sobrepostos, iriam fortalecer uns aos outros, e depois se cancelariam mutuamente após determinado comprimento no espaço. Isso explicaria a lâmina do sabre ter o comprimento limitado a 1m ou 1,2m, tornando possível seu manejo. Entretanto, isso apenas resolveria a questão do comprimento, mas como a lâmina seria, em tese, de luz, ela não seria visível, ou seja não teria o brilho característico que vemos no filme. Nem tampouco a lâmina seria capaz de defletir os Blasters, pois a luz não interrompe o curso de outra luz. Então… como faz??? Muito simples, meus caros: NÃO É LUZ! NUNCA FOI!

    1) Não se enganem com o nome "Sabre de Luz", pois não de luz que é feita a lãmina, e sim de Plasma, ou seja, Hidrogênio e outros gases aquecidos a temperaturas obscenamente altas. Se fosse de luz, a lâmina teria comprimento infinito e atravessaria outras lâminas e não seria possível duelar com elas.

    2) O funcionamento do sabre de luz é, em essência, muito simples e muito engenhoso ao mesmo tempo. Esses gases que formam o plasma podem ser contidos por campos eletromagnèticos, sendo mantidos numa mesma direção, podendo ir e retornar sobre si mesmos, o que dá a forma cilíndrica da lâmina. O sabre só irá "cortar" quando plasma entrar em contato com algo.

    3) O que dá a cor à lâmina são os cristais focalizadores principais utilizados para focalizar a energia da bateria, normalmente em um feixe laser, utilizado para aquecer os gases até que se tornem Plasma. A bateria também dá energia ao gerador de campo eletromagnético o qual irá conter o Plasma, sendo canalizado através de uma lente a qual dará um foco e amplitude à lâmina. Finalmente, o emissor projetará a lâmina para fora, juntamente com o campo que a contém.

    4) Mas por as lâminas dos sabre se chocam e não atravessam umas ás outras? Muito simples: É bem sabido que campos magnéticos de mesma polaridade se repelem, certo? Então é natural concluir que os campos magnéticos necessários para conter as lâminas dos sabre possuem uma mesma polaridade, repelindo-se quando se chocam. Como os gases do plasma da lâmina possuem uma leve massa, eles sofrem a inércia quando são movimentados. Portanto quandos lâminas se chocam, eles continuam em movimento por uma fração de segundo até serem parados pelo campo e entram em contato com plasma da lâmina do oponente, produzindo aquela
    faísca caraterística.

Qual sua opinião? Comente!

RSS FeedAssine o RSS do Holocast e não perca nenhum episódio

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d bloggers like this: