Ilustrações: montagem sobre arte de Rafael Albuquerque e Dave McKean


Banner Iniciativa VertigoMarcelo, Vitor e Márcio debatem as séries Orquídea Negra e Vampiro Americano neste episódio especial parte da Iniciativa Vertigo.

[03:49] Aviso de spoilers.
[00:47] Bate-papo inicial.
[05:32] Orquídea Negra.
[39:19] Interlúdio Vertigo.
[48:58] Vampiro Americano.
[1:23:33] Recomendações de compra.
[1:34:38] Jabá dA Iniciativa.
[1:39:53] Encerramento.

Cheque o banner ao lado para saber quais os outros podcasts estão participando da Iniciativa Vertigo.

Se for comprar alguns dos produtos citados neste show, considere usar os links abaixo. Ganhamos comissão pelas vendas:

com frete grátis no
Buy This Book from Book Depository, Free Delivery World Wide

Procure pelos gibis sugeridos aqui em português na Saraiva. O Godmode agradece:



7 Comments

  1. Marcelo Grisa

    Mas esse processo de trazer personagens Vertigo de volta para a Terra-1 começou antes dos Novos 52: Homem Animal, Constantine e Monstro do Pântano foram re-introduzidos numa minissérie com o Superman, que vai procurar eles durante A Noite Mais Densa, apenas para ficar em um exemplo.

    Reply
    • Marcelo Grisa

      Aliás, o Homem Animal já tava de olho na Estelar enquanto eles e o Adam Strange estavam perdidos em um planeta selvagem em 52, por volta de 2005-2006

      Reply
      • Marcio Fiorito

        É verdade. O Homem Animal também apareceu numa mini série chamada Os Últimos Dias do Homem Animal, onde ele finalmente entra pra LIga. E o Constantine foi a grande revelação do final de Brightest Day!

        Bem lembrado!

        Reply
  2. Marcelo Grisa

    Morning Star não é também uma maça-estrela, arma clássica de clérigos de D&D?

    Reply
    • Marcio Fiorito

      É sim. Nesse caso, fica dúbio se a referência é à arma ou à estrela da manhã mesmo. Até porque tem o lance do nome do cramuião e tal… 🙂

      Reply
  3. Marcelo

    Acho que vocês estão tentando “ler” demais dentro dos nomes das coisas em Vampiro Americano. Fiquei com a pulga atrás da orelha quando o Márcio interpretou o nome do Skinner Sweet e vim a pesquisar mais tarde.

    Skinner é muito mais popularmente um nome ou sobrenome. O significado literal de “esfolador” ou vendedor de peles até existe, mas no contexto de uma profissão muito específica, só faria sentido se o vampiro-título tivesse hábitos semelhantes ao Buffalo Bill, vilão de O Silêncio dos Inocentes. Skinner também é o nome do carroceiro de mulas, no século XIX, mas também duvido muito que o Scott Snyder tenha nomeado seu vilão porque ele puxava carro de mulas na infância. Além disso, é uma palavra pouco usada para a profissão, meio que o equivalente de eu falar “almocreve” e esperar que todo mundo ache normal: “ali vai um almocreve”. “Meu pai era almocreve quando criança”.

    Particularmente, acho que Skinner é só um nome. Assim como o Sherlock Homes morar na Baker St. não significa que ele tem muitas casas e come muito pão. É só um cara chamado Holmes e a rua em que ele mora é homenagem a algum Zé Baker.

    Na mesma toada, “morning star” como referência a uma arma medieval é algo tremendamente específico e obscuro. Os caçadores de vampiros provavelmente se referem a Vênus ou Sirius — duvido que se referem a Lúcifer. Afinal, eles caçam demônios, não os louvam.

    Posso estar completamente enganado e o Scott Snyder ser super-fã e nomes cabalísticos e numerologia. Mas eu acho (e o Occam também) que a explicação mais simples tende a ser a correta.

    Reply
  4. Matheus Olivaer

    Adorei o episódio, caras! Já tinha ouvido falar das séries, mas nunca tinha dado bola. Agora fiquei a fim de ler, seus marditos! aheuhauhe E a lista de leitura só cresce…
    Feliz Natal, caras! Deus esteja guiando e guardando vocês! Abraços!

    Reply

Caixa de comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.